Newsletter

Just enter your email to get all the latest offers

Nightflyer

Uma obra prima de George R.R Martin, desconhecida, a série do celebre escritor do que é a maior obra de fantasia muito provavelmente do século, também é conhecido por escrever grandes ficções cientificas, dentre elas uma levada para a TV pelo canal SyFy e transmitida para nós do Brasil pela Netflix, é nada mais nada menos que uma obra prima de ficção cientifica, drama e terror psicológico, A historia acompanha a tripulação da nave Nightflyer com um grupo de cientistas a bordo buscando fazer um contato com uma entidade alienígena que supostamente tem tecnologia para manipular energia, o drama começa quando a tripulação recebe um humano categorizado de LS1, Thale, um telepata, o que causa grande medo na tripulação por eventos passados onde telepatas sem controle mataram populações de naves inteiras, Thale se mostra bem arrogante e poderoso, podendo fazer com que as pessoas alucinem e ele leia mesmo que passivamente a mente alheia, isso causa nele um efeito colateral, toda vez que alguém morre e ele esta conectado, ele sente a morte de maneira física, revivendo aquele momento, após começar a ocorrer eventos aterrorizantes na nave, os tripulantes culpam Thale, embora seja fato que ele não pode interagir com sistemas eletrônicos, mais tarde se revela que a consciência da criadora da nave, também mãe do atual capitão Roy Eris, esta implementada dentro da nave e causando os problemas.

A Forma como os medos são explorados na obra e como cada personagem tem um passado, te levam como em Game of Thrones a um apego incomum, seja numa cena mínima como abertura da Serie onde D’Brainin está com a filha e a esposa se divertindo e aproveitando e a cena se revela na verdade uma projeção de uma memoria dele dentro da nave, que mais tarde você descobre que a filha dele morreu, enquanto ele estava na nave, e sua esposa começa a fazer terapia para apagar as memorias da filha e do marido, ou em uma sequência de cenas, onde Thale ao ser atacado atira fogo em um soldado, e mais tarde esse soldado vai tirar satisfações com ele, quando Thale  prega uma peça com os enfermeiros os fazendo alucinar que ele estava ferido, o dialogo se desenvolve primeiro com um preconceito vindo do soldado que relata que em uma viagem a um parque com sua família, um LS1 jovem perdeu o controle por causa do medo da decolagem e transmitiu esse medo para todos na nave, causando uma histeria e consequentemente a morte de quase todos, incluindo a família do soldado, Thale, argumenta que ela não teve culpa, não foi de proposito, era muito poder para ela conter, os dois são movidos para seus alojamentos, algumas cenas depois Thale após colaborar com a equipe pela  primeira vez, Thale vai em uma cena muda, enquanto o soldado está desacordado tendo pesadelos com a morte de sua filha, Thale entra na cabeça dele e alivia aquela memória o fazendo relaxar e vai embora, toda a cena é feita em silencio, não precisa te contar e explicar o que está ocorrendo, você consegue por si mesmo interpretar. Em numa época de produções auto explicativas e mastigadas era muito bom uma série que não entregasse tudo, que fizesse você pensar, infelizmente sem mais razões a série foi cancelada após a primeira temporada, o que deixa uma obra que poderia decolar e ser um fenômeno ser jogada no limbo,  um gênero que vem evoluindo bastante nos últimos anos e que tem como novos representantes grandes séries e filmes, Nightflyer apesar do cancelamento, é sim um dos representantes de ótimas obras de ficção cientifica feitas nessa década e vale a pena ser assistida em sua totalidade de 10 episódios.

No Comments

Post a Comment