Newsletter

Just enter your email to get all the latest offers

Muito além do Carnaval

Sou Mangueirense, desfilei uma única vez por minha Escola e fui campeão, “invadindo” o Nordeste. Porém, confesso que não fiquei tão emocionado quanto ao título desse ano. A maior Escola de Samba do planeta em torcedores, recontou a história de nosso país em alguns minutos e em um hino – sim, não foi um samba-enredo, mas um hino – cantado em plenos pulmões na Avenida e em todo o Brasil. Fez-se justiça aos índios, negros e pobres massacrados em muito, muito mais de 519 anos de existência.
Mangueira acordou os adultos que estavam dormindo com as histórias de ninar gente grande, para os assassinos glorificados em nosso país e os que ficaram impunes, como no caso das execuções de Anderson e da vereadora Marielle Franco: uma mulher negra, bissexual, pobre e favelada que “ousou” ser vereadora da cidade do Rio de Janeiro.
Foi uma vitória para além da quarta-feira de cinzas. Foi uma vitória para nos lembrar, agora no dia 14 de março, um ano das execuções, que os assassinos e mandantes continuam impunes. Desejamos justiça e não descansaremos. Obrigado, Mangueira. Obrigado, Leandro Vieira. Um desfile que reinventou o carnaval e contou a verdadeira história brasileira.

No Comments

Post a Comment